Acompanhe a Ação Solidária e fique por dentro de todas nossas iniciativas ;)

Home / Acontece / Como responder as perguntas de crianças com câncer
15/mar/2018

Como responder as perguntas de crianças com câncer

Por si só, a curiosidade faz parte do dia a dia das crianças. É um tal de “por que isso?”, “por que aquilo?”.

Agora, imagine quando ela se vê diante de uma doença como o câncer? Uma das primeiras perguntas que podem surgir é “o que vai acontecer comigo?”. Os pais ou responsáveis não devem fugir dessa conversa.

Para ajudar, separamos as perguntas mais comuns que são feitas e como você pode responder, deixando a criança mais tranquila com relação ao diagnóstico.

  1. Por que eu tenho câncer?

Diga que nem mesmo os médicos têm certeza do que causou a doença, e que o problema não é culpa da criança, nem foi provocado por outras pessoas que fazem parte do seu convívio.

  1. Posso passar para alguém?

Explique que, apesar de não se saber a causa da doença, uma coisa é certa: câncer não é contagioso. Reafirme que a criança não “pegou” de ninguém e que não “passará” para ninguém.

  1. Eu vou sarar?

Inevitavelmente, haverá alguém que a criança conhece e que morreu de câncer. Perguntar se ficará curada envolve o medo de ouvir como resposta um “não”. Por isso, para tranquilizá-la, diga que a doença é grave, mas que o tratamento pode ajudá-la a se livrar do problema.

  1. O que vai acontecer comigo?

Uma pergunta que envolve uma série de preocupações. Comece explicando sobre o câncer da criança, o tratamento que será feito e os efeitos colaterais que podem surgir durante esse processo. Diga que existem diversos tipos de câncer, mas que outras crianças podem ter o mesmo que o dela. Porém, cada corpo reage de uma maneira. Por isso, o que acontece com uma pode não se repetir com a outra.

Procure, também, sempre deixar a criança informada de alterações que o tratamento possa sofrer, bem como datas de consultas, aplicações e exames. Isso vai ajudá-la a se preparar para visitas médicas ou hospitalares.