Acompanhe a Ação Solidária e fique por dentro de todas nossas iniciativas ;)

Home / Acontece / Como contar a uma criança que ela tem câncer
21/nov/2019

Como contar a uma criança que ela tem câncer

O diagnóstico de câncer não é algo fácil de ouvir entre adultos. Pior ainda quando a doença atinge um filho. Como contar a uma criança que ela tem câncer?

Dependendo da idade dos filhos, os medos são diferentes. Crianças muito novas, por exemplo, têm medo do afastamento dos pais. As com mais idade temem sentir dor. Por isso, a abordagem, para cada faixa etária, precisa ser diferente, mas sempre de forma honesta e com uma linguagem simples.

Com os pequenos, o importante é não sobrecarregar a criança com muitas informações, explicando aos poucos o que está acontecendo. Já os adolescentes podem ouvir falar sobre câncer em outras fontes e ficar mais curiosos em relação ao seu diagnóstico.

Seja como for, uma coisa precisa ficar clara à criança, logo que o diagnóstico for dado: que nada que elas ou qualquer outra pessoa tenha feito ou pensado causou o câncer. E que a doença não é contagiosa.

Medo da dor

Explique à criança se algum exame ou tratamento poderá causar dor, não a engane. E diga que esses procedimentos são necessários para melhorar a saúde dela. Acrescente que os médicos podem ajudar a tornar o processo menos doloroso.

Medo do abandono

Acalme seu filho, explicando que não irá abandoná-lo no hospital e que ele não ficará internado para sempre. Ao fim do tratamento, voltará para casa.

Adolescentes

Com acesso a mais informações, os adolescentes podem ouvir falar sobre o câncer em diversos canais, aumentando a curiosidade sobre como a doença afetará sua rotina de escola, amigos e lazer. Outro ponto que pode preocupá-los é como o tratamento mudará a sua aparência. Seja sempre claro sobre todo o processo.

Honestidade é fundamental para que seu filho se sinta acolhido e saiba que os médicos e você farão de tudo para ajudá-lo a ficar bem novamente.