Acompanhe a Ação Solidária e fique por dentro de todas nossas iniciativas ;)

Home / Acontece / Vacina e imunoterapia contra melanoma
26/abr/2023

Vacina e imunoterapia contra melanoma

Estudos indicam que uma vacina experimental, aliada à imunoterapia, é uma nova arma contra o melanoma, o tipo mais grave de câncer de pele.

Ao todo, 157 pessoas que fizeram cirurgia para tratar o melanoma participaram do estudo, que apresentou os seguintes resultados:

  • 78,6% das que receberam a vacina e a imunoterapia ficaram livres do câncer em 18 meses
  • 62,2% das que receberam apenas a imunoterapia não tiveram recorrência
  • 22,4% das que receberam o tratamento combinado tiveram recorrência ou vieram a óbito
  • 40% das que receberam apenas a imunoterapia tiveram recorrência ou vieram a óbito

Com relação aos efeitos colaterais, a vacina provocou fadiga, dor no local da injeção e calafrios, mas nada mais grave.

A nova arma contra o melanoma é da farmacêutica Moderna e age preparando o sistema imunológico para responder a tumores específicos, enquanto a imunoterapia Keytruda, da Merck, estimula o sistema imunológico a atacar os tumores.

As farmacêuticas apresentaram os dados na reunião anual da American Association for Cancer Research e, agora, querem expandir a combinação para outros tipos de tumor, dentre eles o câncer de pulmão.